813bet -Um trabalhador classifica produtos para transporte em um depósito de logística de comércio eletrônic

Coreia do 813bet -Sul obriga chinês a

Um trabalhador classifica produtos para transporte em um depósito de logística de comércio eletrônico em Lianyungang,<strong>813bet -</strong> na província de Jiangsu, no leste da China, em 10 de dezembro de 2023. Com a aproximação do festival de compras Double 12 (12 de dezembro), os depósitos de comércio eletrônico estão preparando a logística de compras e remessas on-line de pico. Foto: VCG

Um trabalhador classifica produtos para transporte em um depósito de logística de comércio eletrônico em Lianyungang, na província de Jiangsu, no leste da China, em 10 de dezembro de 2023. Com a aproximação do festival de compras Double 12 (12 de dezembro), os depósitos de comércio eletrônico estão preparando a logística de compras e remessas on-line de pico. Foto: VCG


Várias plataformas de comércio eletrônico chinesas que operam na Coreia do Sul, incluindo AliExpress, Temu e Shein, serão obrigadas a contratar representantes nacionais por um órgão regulador de negócios sul-coreano, já que sua participação de mercado está se expandindo rapidamente no país.

Isso é visto como um movimento direcionado contra varejistas on-line chineses populares e interromperá a cooperação econômica e comercial normal entre China e Coreia do Sul se regulamentações relacionadas forem abusadas ainda mais, observaram especialistas chineses.

O presidente da Comissão de Comércio Justo da Coreia do Sul, Han Ki-jeong, disse na quarta-feira durante uma reunião de ministros relacionados à economia que o país revisará sua lei de comércio eletrônico, exigindo que operadores de plataforma on-line estrangeira designem um agente nacional responsável pelos serviços ao consumidor, o que deve ser finalizado dentro do mês, informou o meio de comunicação sul-coreano Korea Herald.

"À medida que o uso de plataformas on-line estrangeiras aumentou rapidamente em um curto período, o número de reclamações de consumidores também aumentou", disse Han.

De acordo com dados divulgados pela Wiseapp, rastreadora de mercado sul-coreana, em 6 de março, os usuários do AliExpress na Coreia do Sul atingiram 8,18 milhões em fevereiro, mais do que o dobro dos 3,55 milhões de usuários em relação ao ano anterior, ficando em segundo lugar depois do aplicativo de compras sul-coreano Coupang em termos de usuário.

A Temu ficou em quarto lugar com 5,81 milhões de usuários em fevereiro. Os usuários da Shein também atingiram um recorde histórico de 680.000 usuários.

A Coreia do Sul tem um tamanho de mercado relativamente pequeno, portanto o governo geralmente adota uma postura de proteção das empresas nacionais em vez de garantir concorrência leal com empresas estrangeiras, disse Zhang Huizhi, vice-reitor da Northeast Asian Studies College na Jilin University, ao Global Times em quinta-feira.

"A cooperação entre China e Coreia do Sul no comércio eletrônico deve ser um campo de colaboração emergente e importante, mas também pode ser afetada pela tendência emergente de protecionismo comercial na Coreia do Sul", disse Zhang, observando que a consequência deve ser vista a longo prazo.

Analistas pediram que a Coreia do Sul valorizasse os laços comerciais do país com a China, já que a China continua sendo a maior parceira comercial da Coreia do Sul, com o volume comercial bilateral atingindo US$ 310,74 bilhões em 2023, de acordo com a Administração Geral de Alfândegas da China.

As empresas chinesas estão pedindo às autoridades sul-coreanas que reduzam as barreiras à entrada de investimentos estrangeiros, aumentem a estabilidade e a transparência das políticas e regulamentações comerciais e fortaleçam a cooperação em inovação com a China nas áreas de economia digital, energia limpa, veículos de nova energia (NEVs) e outros, de acordo com o Relatório do Ambiente de Negócios da Coreia do Sul de 2023 divulgado pelo Conselho Chinês para a Promoção do Comércio Internacional (CCPIT) em 29 de fevereiro de 2024.

As empresas chinesas atribuem grande importância ao investimento e à operação na Coreia do Sul, dados os estreitos laços econômicos entre a China e a Coreia do Sul e a profunda integração da indústria e das cadeias de suprimento, disse um porta-voz do CCPIT em 29 de fevereiro.

Como um dos exemplos, o dono do AliExpress, Alibaba, anunciou mais US$ 1,1 bilhão nos próximos três anos para expandir seus negócios na Coreia do Sul e também prometeu investir 100 bilhões de won (US$ 75,95 milhões) para abrir um centro de atendimento ao cliente, informou a Yonhap News Agency na quinta-feira.

Todo o plano de investimento do Alibaba deve criar 3.000 empregos no mercado sul-coreano ao longo de três anos.


ARTIGOS RELACIONADOSCentro de logística construído na China é inaugurado na Etiópia para promover comércio eletrônico

A Ethiopian Airlines inaugurou um novo centro de logística de comércio eletrônico em Addis Abeba, a capital da Etiópia, para ...

Principais plataformas de comércio eletrônico chinesas iniciam implementação da política 'apenas reembolso'

Principais plataformas de comércio eletrônico chinesas, incluindo Taobao e JD.com, implementam a política "apenas reembolso" que gerou discussões entre ...

Plataformas de comércio eletrônico chinesas crescem na onda de compras da Black Friday

Plataformas de comércio eletrônico transfronteiriças chinesas intensificaram seus esforços para impulsionar as vendas para a onda de compras da Black Friday este ano, ...

Visitantes, por favor deixem um comentário::

© 2024.cc777sitemap