hell's kitchen season 9 black jackets -O Supremo Tribunal Federal (STF) condenou, nesta segunda-feira (2), mais três réus que estavam sendo

STF condena maihell's kitchen season 9 black jackets -s cinco réus por 8 de janeiro

Alexandre de Moraes,<strong>hell's kitchen season 9 black jackets -</strong> ministro do STF, em sessão no plenário no dia 12/06/2023. O Supremo Tribunal Federal (STF) condenou, nesta segunda-feira (2), mais três réus que estavam sendo julgados pela invasão e depredação das sedes dos três Poderes da República, em Brasília (DF), em 8 de janeiro deste ano. A maioria dos ministros acompanhou o voto de Alexandre de Moraes, que é relator do caso no Supremo.

Continua após publicidade

Davis Baek, de 41 anos, residente em São Paulo (SP), foi condenado a 12 anos de prisão. Já João Lucas Vale Giffoni, de 26 anos, morador de Brasília (DF), foi condenado a 14 anos. Por sua vez, Moacir José dos Santos, de 52 anos, morador de Cascavel (PR), foi condenado a 17 anos.

Os ministros estipularam, ainda, indenização de R$ 30 milhões por danos morais coletivos, a serem pagos coletivamente por todos os condenados. Os réus poderão recorrer das penas e dos valores indenizatórios no próprio STF.

:: General da reserva é alvo da &39;Lesa Pátria&39;, mas nega à PF participação em atos golpistas ::

Pedido de destaque de André Mendonça

Embora ainda não tenha sido apresentada a sentença final, a condenação de outras duas rés já contava, no domingo (1º), com a maioria do votos dos ministros. São elas: Jupira Silvana da Cruz Rodrigues, de 57 anos, residente em Betim (MG); e Nilma Lacerda Alves, de 47 anos, de Barreira (BA).

O julgamento das duas foi suspenso por conta de um pedido de destaque apresentado pelo ministro André Mendonça, indicado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Por conta disso, o julgamento de Jupira e Nilma será concluído em sessão presencial do STF, nos próximos dias.

:: &39;Quando caí no chão, recebi um golpe de barra de ferro na cabeça&39;, diz PM agredida por bolsonaristas em 8 de janeiro ::

Condenados em setembro

No início de setembro, o Supremo condenou os quatro primeiros réus pelo 8 de janeiro: Aércio Lúcio Costa Pereira, 51 anos, residente em Diadema (SP); Thiago de Assis Mathar, 43 anos, da cidade de São José do Rio Preto (SP); Moacir José dos Santos, 52 anos, oriundo de Foz do Iguaçu (PR); e Matheus Lima de Carvalho Lázaro, 24 anos, com domicílio em Apucarana (PR).

:: Como foi e qual deveria ter sido a atuação do GSI e da PM no 8 de janeiro? ::

Acordos de não persecução penal

A Procuradoria-Geral da República (PGR) encaminhou, nesta segunda-feira (2), proposta de acordo de não persecução penal a mais 25 denunciados por incitação aos atos golpistas de 8 de janeiro. Autorizados em agosto deste ano pelo STF, os acordos com a PGR se destinam a pessoas investigadas por crimes que preveem penas de menos de quatro anos de prisão em regime fechado.

Em rodada anterior de acordos, 301 pessoas já manifestaram interesse em assinar o termo, por meio do qual o réu confessa ter cometido crimes e se compromete a prestar 300 horas de serviços à comunidade e a pagar multa, que varia de R$ 5 mil a R$ 50 mil. É obrigatória, ainda, a participação em curso sobre “Democracia, Estado de Direito e Golpe de Estado”, e fica proibida a participação em redes sociais virtuais.

A ação penal permanece suspensa até que o réu cumpra integralmente todas as cláusulas listadas. Contudo, o acordo suspende apenas a ação penal em curso no STF, não tendo efeitos sobre ações nas esferas cível, administrativa ou de improbidade.

Em caso de rescisão ou descumprimento, o processo pode ser retomado pelo STF.
 

Com informações do Ministério Público Federal.

Edição: Rodrigo Chagas


Relacionados

  • Presa após atos, bolsonarista confirma ajuda do Exército e diz que não tinha policiamento na Esplanada

  • Comandante do Exército teria impedido PM de desmobilizar acampamento golpista nas vésperas da posse de Lula

  • &39;Não vamos titubear em investigar e punir responsáveis pelo golpe&39;, diz Alexandre Padilha

Outras notícias

  • Polícia Federal deflagra 19ª fase da operação Lesa Pátria para identificar envolvidos nos atos golpistas de 8 de janeiro

  • PF faz buscas contra general da reserva por participação no 8 de janeiro; militar integrou gestão de Pazuello no Ministério da Saúde

  • Lesa Pátria: Polícia Federal cumpre 3 mandados de prisão em 17ª fase da operação

BdF
  • Quem Somos

  • Parceiros

  • Publicidade

  • Contato

  • Newsletters

  • Política de Privacidade

Redes sociais:


Todos os conteúdos de produção exclusiva e de autoria editorial do Brasil de Fato podem ser reproduzidos, desde que não sejam alterados e que se deem os devidos créditos.

Visitantes, por favor deixem um comentário::

© 2024.sitemap